SPIDER 1

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Ex-goleiro da seleção Waldir Peres morre aos 66 anos

Arqueiro foi titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1982 e ídolo do São Paulo entre as décadas de 70 e 80

Valdir Peres, com a camisa da Seleção Brasileira de Futebol.
Valdir Peres, com a camisa da Seleção Brasileira de Futebol. (RODOLPHO MACHADO/Dedoc)
O ex-goleiro Waldir Peres, titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1982 e ídolo do São Paulo entre as décadas de 70 e 80, morreu neste domingo aos 66 anos de idade.  Waldir sofreu um infarto fulminante durante uma festa de aniversário na cidade de Mogi Mirim, no interior de São Paulo. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu.
Inserido no rol dos goleiros brasileiros mais consagrados, defendeu a seleção em três Copas do Mundo: em 1974 e 1978 foi reserva de Emerson Leão e, em 1982, foi titular absoluto do esquadrão formado por grandes nomes daquele elenco, como Zico, Sócrates e Falcão. No Mundial disputado na Espanha, inclusive, Waldir é marcado por uma falha histórica na vitória de estreia contra a União Soviética por 2 a 1, em um chute de fora da área de Andrey Bal.
Waldir Peres nasceu em Garça, no interior paulista, em 2 de janeiro de 1951. Iniciou sua trajetória profissional na Ponte Preta, onde foi revelado em 1970. Mas foi no São Paulo onde se firmou como referência de outros grandes goleiros que vestiriam a camisa tricolor, como Zetti e Rogério Ceni. De 1973 a 1984, disputou 617 partidas pelo São Paulo conquistando os títulos paulistas de 1975, 1980 e 1981, e o Brasileirão de 1977 – o primeiro da equipe paulista. Nas finais de 1975, diante da Portuguesa, e de 1977, contra o Atlético-MG, deixou sua marca como grande pegador de pênaltis.
O São Paulo divulgou nota em seu site oficial lamentando a morte do ídolo. “Mesmo após se aposentar, Waldir Peres nunca deixou de frequentar o São Paulo Futebol Clube, sempre presente, seja assistindo partidas ou recebendo justas homenagens pela carreira de atleta. Hoje,  ele sofreu um mal súbito em Mogi Mirim (SP) e faleceu devido a um infarto cardíaco. O São Paulo Futebol Clube se solidariza com família e amigos neste momento de dor”, escreveu o clube.
Companheiro de Waldir Peres durante a Copa do Mundo de 1982, o ex-lateral-esquerdo Júnior, hoje comentarista, falou sobre a morte do antigo colega durante a transmissão do jogo entre Fluminense e Corinthians na TV Globo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. “Waldir Peres foi ‘parceiraço’, uma figura ímpar. É o segundo companheiro daquele time de 82 que perdemos. O primeiro foi o Magrão (Sócrates, falecido em 2011)”, afirmou.
Via  VEJA/(Com Estadão Conteúdo)

domingo, 23 de julho de 2017

RECADO AOS PARLAMENTARES BRASILEIROS: Por que na Dinamarca parlamentares não tem mordomias?

Por que não tem corruptos de estimação, por que não tem eleitores tão baratos, professores desvalorizados, por que tem o menor índice de corrupção do mundo, por que ser honesto é cultura, por que não tem tantos bananas como nessa republiqueta!
Por que investiram em educação de qualidade, abriram escolas, fecharam prisões, investiram na educação de base e nos professores. E olhe, não é tão rico quanto nosso país, o problema é que o povo não se vende como mercadoria barata, sabem a responsabilidade do voto consciente!
Se você que está lendo concorda, compartilhe e divulgue, chega de tanta mordomia, fazer política com dinheiro dos nossos impostos, não!

Por fim, cada um de nós devemos fazer nossa parte, não há prisão maior do que dizer aos nossos políticos que vamos acabar com a profissão deles não reelegendo nenhum envolvidos em escândalos. 

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Um estado obeso e ineficaz! Baseado na Sala de Protheus, por que pensar não dói, só incomoda!

Parafraseando Rui, de tanto ver triunfar o mau, ver um país sucumbindo e chorando corrupção é que perdemos a esperança de ver o ressurgir da Fênix, de um Brasil renascendo das cinzas, como à deusa grega!
Quase 12 bilhões é o custo de um parlamento corrupto, promíscuo, insano.Máquina obesa é o reflexo da forma de fazer política no país. O modelo vigente, a reeleição, às más práticas na gestão pública, a sangria do governo Temer é reflexo de uma sociedade corrompida. O povo brasileiro não merece políticos melhores do que estes! Como quem vence á maioria, as eleições são balcão de negócios, parte do povo comparado a um supermercado de gente em promoção. Cidadãos baratos, políticos caros, professores desvalorizados, educação de baixa qualidade, corrupção em alta.
Política sinônima de propina, mensalão, fraudes em licitação, peculato, improbidade, escândalos, pseudo-crises e a política como a arte de se dar bem.  O povo nas ruas, não apenas para comemorar a prisão dos corruptos, dos que usaram a máquina pública, fizeram uma figura personificada, populistas, clientelistas e sedentos pelo poder.
Há esperança: é preciso acordar o povo, defender corruptos  e partidos, direita ou esquerda não ajuda em nada. Hora de todos darem as mãos, inclusive os ditos líderes políticos Nacionais para que haja um entendimento, promovam reformas políticas em prol de um país melhor.


Quando os bons silenciam, o mau triunfa, o silêncio se faz necessário, mas, às vezes se corrompe, seja com a verdade, seja com a mentira, seja por sabedoria, seja por comodidade! (De minha autoria). 

Convido-lhes à leitura, "Um estado Obeso


Acesse e confira os textos reflexivos SALA DE PROTHEUS

Mobilização de apoio a Lula tem pouca adesão

O ex-presidente Lula, em São Paulo, em 15 de julho de 2017
O Partido dos Trabalhadores (PT) conseguiu mobilizar apenas alguns milhares de manifestantes nos protestos convocados por todo o Brasil para apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.
Com a presença do próprio Lula, o principal ato realizado nesta quinta, diante do Museu de Arte de São Paulo (MASP), reuniu milhares de pessoas na Avenida Paulista.
No Rio de Janeiro, centenas de pessoas ocuparam a Cinelândia. Em Brasília, o número de participantes não passou de 200, constatou a AFP.
Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro no processo do apartamento tríplex no Guarujá oferecido ao ex-presidente pela constructora OAS em troca de sua influência para obter contratos na Petrobras.
Moro, juiz de primeira instância na Operação Lava-Jato, ordenou na quarta-feira o bloqueio de contas bancárias e propriedades de Lula. Nesta quinta-feira, o convocou para prestar depoimento - provavelmente por videoconferência - no dia 13 de setembro em outro dos cinco processos abertos contra o ex-presidente.
Essa opção, que deve ser aceita pela defesa, evitaria tensões do confronto direto entre os dois homens que polarizam o país desde o dia 10 de maio, em Curitiba, quando Lula denunciou durante seu interrogatório uma "farsa" judicial.
Desde então, o embate fica cada dia mais acirrado e, apoiado no arsenal de recursos de seus advogados e na sua promessa de percorrer o Brasil para provar sua inocência, Lula se lançou ao contra-ataque.
"Operação Lava-Jato, por favor, mostra ao povo brasileiro alguma coisa de veracidade. Não estão brincando com pouca coisa. Estão levando o país à destruição", disse Lula nesta quinta.
Apesar de manter o carisma que o tornou em astro da política internacional na década passada, Lula já não é mais o presidente que deixou o poder há sete anos com mais de 80% de popularidade.
O protesto desta quinta-feira na Cinelândia, no centro do Rio, reunia cerca de 200 pessoas.
Lula aparece como favorito na pesquisa, mas é também o que tem a maior rejeição entre possíveis candidatos: o salvador dos pobres para alguns é o líder da rede corrupção para outros.
- 'Obsessão de voltar' -
Nem Lula nem o Partido de los Trabalhadores parece ter dúvidas sobre quem seria a melhor opção para superar a abrupta saída de sua sucessora, Dilma Rousseff,
Na conversa com jornalistas desta quinta, Lula admitiu que gostaria que houvesse "gente nova no PT disputando 2018", mas lamentou que não surjam novas lideranças.
Disposto a demostrar que está em forma, Lula publicou nesta semana um vídeo no qual aparece correndo na esteira e levantando pesos.
"Agora tenho a obsessão de voltar", confessou. "Eu tenho com o que contribuir. Esse país não merece estar passando pelo que está passando”.
Seu caminho de volta a Brasília, contudo, deverá passar por Porto Alegre, sede do tribunal de segunda instância que decidirá se a condenação de Moro será confirmada, o que tiraria Lula da disputa eleitoral. Caso seja absolvido, Lula poderá concorrer.
Por Rosa SULLEIRO
Fonte: AFP/Yahoo Notícias

terça-feira, 18 de julho de 2017

Corrupto bom é corrupto preso! Dicas de como desarticular quadrilhas suprapartidárias!

Resultado de imagem para corrupção no brasilSe temos tantos corruptos no país é por que temos em grande parte, cidadãos comprometidos com o ilícito, individualismo, alienação, ignorância e ganância.
Dicas simples para desarticular as quadrilhas de corruptos!:
·         Não vote pelo partido, paixões partidárias, não reeleja nenhum político envolvido em corrupção.
·         Não venda seu voto, escolha bem através de propostas!
·         Diga não ao clientelismo e as práticas corruptivas, roubar não significa apenas desviar recursos.
·         Fortalecer o estado democrático, exija dos políticos reformas profundas na política. Movimento pelo fim da reeleição, das mordomias, redução no número de parlamentares.

Lembre-se, corrupto bom é corrupto preso! Pare de idolatrá-los, não seja subserviente pois eles estão representando o povo, exija trabalho! Por último, passou da hora do povo brasileiro acordar, de mãos dadas como a corrupção. 

sábado, 15 de julho de 2017

Poesia, GIGANTE ADORMECIDO, um retrato da política brasileira!

Poema escrito em 2005 pelo poeta Carnaubense Francisco Rafael Dantas, ou, simplesmente, Mestre França. Naquele momento estourava o escândalo do Mensalão do PT, hoje, o que vemos é uma sangria sem precedentes. Confira o poema e divulgue. 


Gigante Adormecido (Poesia do poeta Mestre França)

Meu Brasil é preciso eu lhe dizer,
Mesmo sendo no mundo conhecido,
Ainda está um gigante adormecido...
Esperando uma ajuda pra vencer...
Mas se alguém lhe acordar vamos saber,
A potência que tem este Brasil;
Nós veremos o gigante varonil,
Caminhar na estrada do progresso,
E mostrar para todos o universo,
Que estamos na frente após dois mil!.

É o Brasil, o império mineral,
Foi aqui que a divina natureza,
Colocou grande número de riqueza,
E a maior reserva florestal.
É o Brasil, o pulmão universal,
Temos muitos espaços pra chegar...
Por que é que andamos devagar?
Será ordem do poder onipotente?
Ou é falta de mecânico competente,
Que coloque esta máquina pra andar!

Tanto ouro, café e esmeralda,
Água marinha, topázio e diamante,
O petróleo jorrando a cada instante,
Só Brasil é quem tem Serra Pelada.
Porque é que ainda estamos ao pé da escada?
A espera que alguém nos dê a mão;
Tanta riqueza rolando pelo chão,
Sem terremoto, sem vulcão e sem ter guerra,
Caminhamos atrás da procissão!

Com tantas fraudes nos Órgãos da Nação,
Tantas obras que não foram terminadas,
Tantas pessoas com saúde, aposentadas,
Tanto assalto nos cofres da União.
E os corruptos levando o seu quinhão.
E as empresas só pensam em sonegar...
Desse jeito o país não vai chegar.
Na estrada do progresso segue lento.
Com essa carga pesada pra levar.

Dívida externa é quem tem prioridade,
Assaltante é quem é favorecido,
Quem trabalha com fome é esquecido
se recebe, o que ganha é a metade.
Perigoso é andar com a verdade, 
A mentira é o simbolo do respeito;
Só o rico é quem vive satisfeito,
Pois tem tudo na vida a seu favor,
E o pobre cada vez mais sofredor,
Entra governo, sai governo e não dá jeito!

Acredito em você, Brasil amado,
Eu te amo, te adoro e quero bem,
Se soubessem o poder que você tem,
Você era um gigante respeitado,
Muitos outros ficariam ao nosso lado,
Nós unidos, formaríamos uma corrente,
Pra mostrar ao gringo prepotente,
Que ninguém ia lá pedir clemência,
E se mostrava que o Brasil tem competência,
Para estar junto a eles lá na frente!

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Movimento pela reabertura do Banco do Brasil em Carnaúba!

Resultado de imagem para caixas eletrônicos estourados bbSabemos do aumento da criminalidade da violência, dos arrombamentos nos caixas eletrônicos em todo país, da insegurança e no estado do RN não é diferente. Vale lembrar que os bancos tem seguros, ou seja, não perde nada. A única coisa que é fato, os vigilantes que reagiram assaltos são os que perdem a vida. Os correntistas, do aposentado aos empresários, grandes e pequenos sendo prejudicados por uma política insensível.

O primeiro é promover uma audiência pública entre a o jurídico do banco e à sociedade. Precisamos do apoio dos nossos vereadores, políticos, parlamentares, do governo do estado, afinal a região faz parte do mapa regional do Ministério do Turismo. com estes argumentos, esperamos um retorno urgente dos que fazem o Banco do Brasil, afinal, a concentração dos serviços em Parelhas é uma afronta, passa-se horas na fila, mais um gasto forçado no orçamento e, o resultado disso, além da “crise nacional” temos uma crise batendo a porta de nossos municípios, afinal, o dinheiro praticamente não gira. Caros Carnaubenses, mobilizem-se, vamos compartilhar e comentar. 

“Estamos dando passo decisivo a favor do progresso”, diz Rogério Marinho sobre modernização trabalhista

Relator do projeto de modernização da legislação trabalhista na Câmara, o deputado Rogério Marinho (RN) foi aplaudido nesta quinta-feira (13) ao classificar de “espetáculo deprimente e bárbaro” a ocupação da Mesa do Senado por senadoras do PT e do PCdoB nesta semana para tentar impedir a votação. Durante a cerimônia de sanção presidencial da proposta, no Palácio do Planalto, o tucano voltou a dizer que os direitos dos trabalhadores estão mantidos.

Segundo ele, esta é a primeira verdade contra a mentira mais repetida: a de que a proposta tira direitos. Conforme ressaltou, a discussão sobre a matéria foi longa, mas desequilibrada. “De um lado, argumentos. De outro, palavras de ordem, apequenando o debate. E o ápice deste processo foi a ocupação da Mesa do Senado, uma afronta à democracia”, disse Rogério Marinho.

O parlamentar manifestou sua satisfação com a sanção presidencial da modernização da legislação trabalhista e disse que houve um trabalho coletivo. Conforme ressaltou, mais de 1,4 mil emendas foram apresentadas na Câmara, em uma demonstração de grande interesse e da demanda reprimida em relação ao tema. Dessas, mais de 400 foram acolhidas.

“O que fizemos foi um papel de coordenação, de absorver as demandas da sociedade levando em conta um critério: o bom senso”, explicou diante da presença de autoridades e de representantes dos setores de comércio, indústria e serviços.

Segundo o relator, o projeto vai repercutir positivamente para o conjunto da sociedade brasileira. “Temos a exata dimensão da página da história que estamos construindo”, disse Rogério. “A economia vai responder, o mercado reagirá, e esta será a melhor resposta aqueles que detratam e denigrem este trabalho. Parabéns a todos nós que estamos dando um passo decisivo a favor do progresso do país”, discursou.

Em sua fala, o parlamentar do PSDB ressaltou também a importância de se criar um ambiente propício aos empreendedores, responsáveis, segundo ele, pela maior geração de empregos no país. “Eles precisam que o Estado não atrapalhe e que a lei não desestimule”, afirmou no Planalto.

Assista ao discurso do deputado Rogério Marinho aqui https://www.youtube.com/watch?v=vohH-8QhcP8.

SAIBA MAIS

A aprovação da modernização das leis trabalhistas vai mudar as relações de trabalho no país, proporcionando melhores condições no ambiente de trabalho para os empregados e mais segurança na hora de contratar para os empregadores. Confira abaixo as principais mudanças:

Acordos Coletivos

A principal mudança da modernização diz respeito aos acordos coletivos. Com as alterações, as convenções e os acordos coletivos passam a ter força de lei. Dessa forma, sindicatos e empresas podem negociar as condições de trabalho com os empregados. No entanto, assuntos como seguro-desemprego, salário mínimo, licença-maternidade e paternidade e repouso semanal remunerado não poderão ser negociados.

Férias

Atualmente, só é permitido fatiar o descanso em duas partes. Com a nova lei, o fatiamento das férias poderá ser em até três vezes desde que um dos períodos seja de, pelo menos, 15 dias corridos. Essa definição de parcelamento terá de ser definida por acordo ou convenção coletiva.

Jornada

O texto aprovado estabelece a possibilidade de jornada de 12 horas de trabalho com 36 horas de descanso, respeitando o limite de 44 horas semanais. A jornada 12×36 favorece o trabalhador, já que soma 176 horas de trabalho por mês, enquanto a jornada de 44 horas soma 196 horas.

Intrajornada

Empregados e empregadores poderão negociar o formato do intervalo na jornada de trabalho. Ela terá de ter, no entanto, o mínimo de 30 minutos. Se o trabalhador entender que é melhor um intervalo mais curto (de, no mínimo, 30 minutos) para sair mais cedo, isso poderá ser negociado em acordo ou convenção coletiva.

Home Office

A nova lei permite que o trabalho seja executado de casa. Para ele passar a valer, no entanto, é preciso um acordo prévio entre patrão e empregado. A regulação prevê, inclusive, gastos com o uso de equipamentos, com energia e com internet.

Jornada Parcial

Poderá chegar a até 30 horas semanais, sem possibilidade de hora extra. Outra opção é de 26 horas semanais, com possibilidade de 6 horas extras semanais. Essa regra tem potencial de gerar mais empregos.

Demissão

O trabalhador tem todos os seus direitos preservados em caso de demissão. Ele ganha, no entanto, uma opção a mais de desligamento. Se houve comum acordo, o contrato de trabalho poderá ser extinto com pagamento de metade do aviso prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS. Nesse caso, no entanto, não terá direito ao seguro-desemprego.

Rescisão Contratual

Não haverá mais exigência de a homologação da rescisão contratual ser feita em sindicatos. Ela passa a ser feita na própria empresa, na presença dos advogados do empregador e do funcionário – que pode ter assistência do sindicato.

Terceirização

O projeto propõe salvaguardas para o trabalhador terceirizado, como uma quarentena de 18 meses para impedir que a empresa demita o trabalhador efetivo para recontratá-lo como terceirizado.

Multa

O empregador que mantiver empregado não registrado pagará multa de R$ 3 mil por empregado. Para as pequenas empresas, esse valor será de R$ 800.  Atualmente, as empresas estão sujeitas a multa de um salário mínimo regional, por empregado não registrado.

Imposto sindical

O imposto sindical cobrado anualmente dos trabalhadores não será mais obrigatório. A contribuição obrigatória descontava um dia de trabalho por ano de cada empregado.


Fonte: PSDB na Câmara / Diário Tucano
Foto: Beto Barata/Palácio do Planalto